Importância do sono para a saúde do atleta

BENEFÍCIOS DE UMA NOITE DE SONO
Todos nós sentimos a necessidade de descansar. Afinal, o corpo o humano, apesar de toda a sua complexidade, não é uma máquina e precisa repor suas energias pela alimentação e pelo sono. Mas, será que o sono só serve para nos fazer relaxar?
Sempre ouvimos que o ideal é dormir oito horas por dia e isso não é exagero. Durante o sono, além de descansar, o nosso corpo trabalha para manter o equilíbrio do sistema imunológico, endócrino, neurológico e de diversas outras funções. Por isso, o sono é tão importante para nossa saúde.
Dormir bem é essencial para prevenir doenças, como a pressão alta, a diabetes e a obesidade. É também indispensável para combater o estresse: quem dorme pouco tem níveis mais elevados do hormônio cortisol no organismo, que contribui para aumentar o estresse e a irritação

O SONO É ESSENCIAL
Se chegarmos a viver até os 90 anos, teremos conseguido dormir cerca de 30 anos! Além de ser prazeroso, alguma função importante deve ter o sono nos seres humanos para ocupar um terço de nossas vidas. Qual é?
A maioria dos animais, e provavelmente a maioria dos organismos vivos, apresenta um ritmo biológico de descanso-atividade. O sono teve uma importância crucial no processo de adaptação e pode ter sua origem nas necessidades de proteção e de manutenção e restauração da energia dos seres vivos. Muitas espécies procuram alimento e água durante o dia porque é mais fácil ver à luz do sol. Por outro lado, quando está escuro, é o melhor momento para poupar energias, evitar ser devorado ou cair num precipício. O sono melhoraria a sobrevivência mediante a otimização das horas de atividade e descanso, além de permitir manter o cérebro mais ágil.
Longe de ser uma atividade passiva, o sono é extremamente ativo, já que o cérebro continua trabalhando a noite toda. Durante o sono ocorrem vários fenômenos em nosso corpo: produz-se uma relaxação postural característica, elevam-se os patamares sensoriais para nos desligar do ambiente e aparece um padrão distintivo de atividade elétrica cerebral. O sono possui duas grandes etapas: uma chamada NREM (sigla em inglês do Non-Rapid Eye Movement) e outra etapa chamada REM (Rapid Eye Movement). A etapa NREM tem, por sua vez, diferentes fases segundo o tipo de atividade no cérebro. Durante a noite, uma pessoa passa por essas diferentes etapas, alternando sonos leves e mais profundos. Nas primeiras horas da manhã, o sono se torna mais leve e passamos mais tempo em REM, o que significa que “sonhamos” mais.

FUNÇÃO DO CÉREBRO
O sono joga um papel importante na função do cérebro, formando caminhos e a informação de processamento novos. A pesquisa mostrou que ajudas adequadas do sono para melhorar a memória e a aprendizagem, a atenção e a faculdade criadora do aumento, e o auxílio em fazer decisões. Quando um indivíduo teve o insuficiente sono, as mudanças físicas ocorrem no cérebro, que alteram a actividade e a função do cérebro. Os indivíduos que não tiveram o sono adequado podem ter a dificuldade fazer decisões, resolução de problemas, emoções de controlo e lidar com a mudança. A falta do sono é associada igualmente com a depressão, suicídio e comportamento da risco-tomada.


MEMÓRIA
O sono joga um papel essencial na consolidação da memória e na selecção da informação importante e dos estímulos recebidos ao longo do dia. Naturalmente, os indivíduos não recordam cada detalhe mas tendem a dar a prioridade a determinada informação, devido a uma conexão emocional ou outra. Acredita-se que dormindo e sonhando a ajuda em processo da classificação com as experiências e as memórias para isolar e armazenar a essência ou o detalhe específico da memória. De acordo com Stickgold, “quando nós sonhamos, nós obtemos as partes. Quando nós acordamos, nós podemos conhecer o todo.” Adicionalmente, dormindo é pensado para ajudar claramente para fora as toxinas que acumulam no cérebro durante todo atividades diárias do normal. o Beta-amyloid é uma proteína associada com a doença de Alzheimer é um exemplo de uma tal toxina. Durante o sono, os canais no cérebro expandem para permitir que o fluxo do líquido cerebrospinal cancele os restos, conhecido como o sistema glymphatic, devido à similaridade ao sistema linfático.

SAÚDE FÍSICA
O sono é igualmente essencial para a manutenção da saúde física do corpo, particularmente na cura e no reparo das pilhas, tais como aqueles no sistema cardiovascular. Igualmente ajuda a manter o balanço das hormonas no corpo, tal como o ghrelin e o leptin, que regulam sentimentos de fome e de plenitude e são prováveis explicar a relação entre o sono inadequado e o risco aumentado de obesidade. Outras hormonas tais como a insulina, que é responsável para o regulamento da glicose no sangue, igualmente mudam e podem conduzir a um aumento no nível do açúcar no sangue. Por este motivo, a deficiência crônica do sono é ligada igualmente a um risco mais alto de doença cardiovascular, de curso, de diabetes e de doença renal. Os processos de crescimento e de revelação são envolvidos igualmente intrincada com o sono. O sono profundo provoca a liberação das hormonas depromoção, que impulsionam a massa do músculo e reparam pilhas e tecidos no corpo. O sistema imunitário igualmente confia na suficiente quantidade e a qualidade do sono e da deficiência no sono é ligada à infecção de combate da dificuldade e ao risco aumentado de doença. Finalmente, o sono é uma causa determinante forte da produtividade durante o dia no trabalho ou nos estudos. Os povos que faltam o sono adequado, tomam frequentemente mais por muito tempo às tarefas do revestimento, são mais prováveis fazer erros.

UM BOA SAÚDE FÍSICA PASSA PELO SONO
Todos querem ter uma boa noite de sono e acordar relaxado no dia seguinte, mas para os adolescentes brasileiros, dormir bem é um privilégio. Segundo dados do Instituto do Sono, 74% dos adolescentes do país têm alguma queixa relacionada ao sono, como insônia. Em São Paulo, 25% dos adolescentes apresentam dificuldades para dormir, 26% acorda precocemente e 34% têm dificuldade de manter o sono.
As causas mais importantes de dificuldade para conciliar o sono estão relacionadas ao estresse provocado pelo dia a dia agitado e com a produção inadequada de serotonina, neurotransmissor que regula o sono. Apesar de existirem medicamentos que ajudam a dormir, a automedicação deve ser evitada, principalmente para adolescentes.
O ideal é adotar algumas medidas para ter um sono mais saudável, o que é possível com simples mudanças no estilo de vida.


Quem Somos

Origem
Quem Somos
Nossos Valores
Diretoria Executiva
Núcleos
Evolução
Metodologia
Hall da Fama
Apoiadores

Nos sigam nas redes sociais
Futebol
  • Competições
  • Comissão Técnica
  • Categorias
  • Metodologias
  • Programação
  • Material Esportivo
  • Mascote

Infraestrutura
  • Sede Administrativa
  • Estádio Municipal
  • Centro de Treinamento

  • Fale Conosco
  • Termos de Uso
  • Politica de Privacidade
  • Politicas de Cookies

Site was created with Mobirise themes